Termos de uso
O Simulador foi desenvolvido especialmente para projetos que utilizam o Security Center Intelbras Edition. Seu cálculo é essencial para auxiliar a estimativa de servidores, a quantidade de armazenamento e as licenças necessárias para cada projeto. Importante! O cálculo é apenas uma estimativa e o resultado pode variar de acordo com as particularidades de cada projeto. O sistema exige uma configuração mínima para instalação. Fique atento aos dados.
Li e concordo com os termos de uso.
Continuar
Termos de uso
Importante! O cálculo é apenas uma estimativa e o resultado pode variar de acordo com as particularidades de cada projeto. Clique aqui e veja o termo de uso.
Li e concordo com os termos de uso.
Continuar

Mensagem enviada com sucesso!
Ok
Para realizar o download da versão Demo preencha o formulário:

Programa Olho Vivo Marau – Case Cidades Digitais

out 8, 2017 | Cases

Segurança é uma das principais preocupações do brasileiro. Não é à toa: a cada 1 minuto e 1 segundo foi registrado um roubo ou furto de veículo em 2015, segundo dados do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Felizmente é possível reduzir essas ocorrências com planejamento, tecnologia e boa vontade do poder público. Foi o que ocorreu em Marau, cidade gaúcha com cerca de 40 mil habitantes, no primeiro semestre de 2016. A cidade ganhou um serviço de monitoramento urbano graças à união do poder público — executivo, legislativo e judiciário — e da parceria de entidades privadas, como os integrantes da Associação de Comerciantes de Marau.

O projeto Olho Vivo previu a instalação de mais de cem câmeras pela cidade e a criação de uma sala de vídeo-monitoramento ativa 24h. Desde o início das atividades até agora, o município registrou redução de 60% nos índices de criminalidade, agilizando o trabalho das entidades responsáveis pela segurança local.

Uma das principais preocupações dos responsáveis pelo projeto era contar com um parceiro de tecnologia confiável, responsável e solícito, capaz de entregar uma solução completa. Isso foi possível graças à parceria com a Intelbras, provedora de soluções especializadas em segurança e monitoramento. “A Intelbras não mediu esforços para nos assegurar a solução técnica que o momento e o município exigiam. Como gestor da equipe que colaborou com o Olho Vivo Marau, posso dizer que isso foi especialmente importante e que o programa deu realmente certo”, afirma Antonio Oneda, presidente da Associação Comercial de Marau e membro do grupo gestor do Olho Vivo Marau. O fato de ser um fabricante nacional, com atendimento pós-venda de qualidade e assistência técnica em todo Brasil, foi outra vantagem para a escolha da Intelbras. O projeto foi feito em parceria com a Integradora Connectline.

Tecnologias implementadas

A primeira fase do programa Olho Vivo Marau contou com 107 pontos de monitoramento, compostos das seguintes tecnologias:

● 69 câmeras speed domes IP com resolução Full HD, que permite que os operadores possam aproximar e visualizar as imagens com nitidez através do zoom óptico de 20 vezes, realizando o chamado monitoramento ativo em apoio às câmeras fixas; (Clique aqui e veja um exemplo de câmera speed dome)
● 26 câmeras fixas bullet IP Full HD, com visão noturna e índice de proteção IP66, que permite a instalação em ambientes internos e externos; (Clique aqui e conheça uma câmera com essa configuração)
● 2 salas de monitoramento;
● 2 câmeras analógicas com IR e zoom de 36x;
● 12 ITS/OCR, câmeras com tecnologia capaz de reconhecer placas de automóveis.

Ainda foram fornecidos dois softwares para interligar todo o sistema:

● Software DSST: integrado com as pistas ITS (reconhecimento de placa);
● Software Genetec Enterprise: para as 95 câmeras instaladas e 50 analíticos do BriefCam, que podem realizar uma série de análises, como exemplificado neste vídeo.

Resultados obtidos

A instalação do sistema de segurança eletrônico teve um enorme impacto em Marau. Foi percebida uma redução de 60% nos índices de criminalidade após a implantação do projeto. A tecnologia ainda pode ser usada para auxiliar o trabalho das autoridades locais.

Depoimento do cliente

“A implementação do projeto trouxe muitos benefícios à cidade. Além de suprir uma importante lacuna, no que diz respeito à segurança, auxiliando não só a polícia, bem como todos os cidadãos, o programa permitiu uma maior integração entre os poderes responsáveis (Brigada Militar e Polícia Civil), proporcionando muito mais tranquilidade.

A Intelbras não mediu esforços para nos assegurar a solução técnica que o momento e o município exigiam. Como gestor da equipe que colaborou com o Olho Vivo Marau, posso dizer que isso foi especialmente importante e que o programa deu realmente certo. O mais admirável, contudo, é que o programa foi construído por pessoas de bem e com vontade de servir à sua comunidade, pessoas revestidas de desprendimento, comprometimento e dedicação colaborativa, que contaram com total confiança e que tiveram o apoio dos poderes constituídos. É por tudo isso que o projeto se tornou tão relevante e do tamanho de Marau”.

Antonio Oneda, presidente da Associação Comercial de Marau e membro do grupo gestor do Olho Vivo Marau.